• Redação

Seduc estabelece cronograma para retorno de aulas 100% presenciais

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) anunciou, nessa quarta-feira (13), a retomada obrigatória dos estudantes às aulas presenciais para todas as modalidades e etapas de ensino, iniciando com a 3ª série do Ensino Médio, a partir do dia 18 de outubro. Até então, a presença era opcional às famílias.


A frequência presencial obrigatória será exigida segundo cronograma:


18 de outubro 2021 – a 3ª série do Ensino Médio, em todas as modalidades e suas respectivas etapas;

25 de outubro de 2021 – o 5º e 9º anos do Ensino Fundamental;

1º de novembro de 2021 – 1º, 2º, 3º, 4º, 6º, 7º, 8º anos do Ensino Fundamental e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, a partir do dia 1º de novembro de 2021.



Com a nova medida, as unidades de ensino da rede estadual deverão organizar suas atividades pedagógicas com cinco dias de atividades presenciais para a 3ª série do Ensino Médio e 9º ano do Ensino Fundamental e para as demais séries do Ensino Médio e Ensino Fundamental serão quatro dias de aulas presenciais e um com abordagem remota.


Para garantir a segurança e a ampliação do retorno às aulas presenciais, todos os protocolos sanitários, como uso obrigatório de máscara, distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas, higienização frequente das mãos e outras medidas exigidas pelos protocolos emitidos pelo Comitê Técnico do Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) serão mantidos.


“A rede estadual já retornou para o chão da escola, adotando a abordagem híbrida, mas na segunda-feira (18), voltaremos com as aulas 100% presenciais para estudantes da 3ª série do Ensino Médio. Vamos priorizar inicialmente esse público, porque está se preparando para o Enem. Na sequência, retornamos com as demais séries. Até lá, temos mais umas semanas para finalizar a preparação e organização para esse retorno”, o secretário de Educação, Ellen Gera.


A volta presencial às aulas só não será obrigatória aos estudantes que apresentarem um pedido formal que, após análise das escolas, tenha autorização para continuar em atividade remota. “As superintendências de ensino e as gerências regionais irão acompanhar de perto o retorno, principalmente àquelas escolas e estudantes que não conseguirem voltar. Nosso objetivo é garantir o direito à educação, garantir a permanência dos estudantes na escola e garantir aprendizagem de todos os estudantes da rede”, reforçou o secretário.

0 comentário