• lianaragao

PMT apresenta soluções digitais para transporte público na Capital

A Prefeitura de Teresina, através do Departamento Agenda Teresina 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), realizou nesta segunda-feira (17) uma reunião de encerramento do Projeto do Observatório do Transporte. O encontro com parceiros externos e membros da gestão municipal teve como objetivo a apresentação dos resultados, estratégias de escalabilidade e o produto final que abrange três soluções para o sistema teresinense.


O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.


“Estamos gratos por esse projeto e pelas conclusões positivas que tivemos dele. A Prefeitura tem gratidão aos parceiros, como a União Europeia e Agência Francesa de Desenvolvimento, por esse trabalho conjunto para melhorar Teresina e trazer mais transparência e eficiência aos serviços públicos relacionados ao transporte”, pontua o Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.


Dentre as equipes escolhidas, há o desenvolvimento de um sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores; outra com solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens das empresas responsáveis; e um sistema que visa a organização nas rotas de ônibus da capital.


“Foram escolhidos três projetos, dentre as mais de 15 equipes que participaram do processo de ‘Inovação Aberta’, onde as equipes demonstraram as possíveis soluções adotadas de acordo com o diagnóstico. As equipes escolhidas estão alinhadas com proposições que buscam solucionar problemas recorrentes utilizando tecnologia de forma simples e prática. Os participantes receberam apoio especializado, treinamentos e suporte financeiro para o desenvolvimento de protótipos dessas soluções tecnológicas”, explica Cíntia Bartz, coordenadora do Departamento Agenda 2030, vinculado à Semplan.



0 comentário