Marina Santos e Bolsonaro sancionam lei que amplia doenças identificadas pelo teste do pezinho

O governo federal sancionou a lei que amplia a lista de doenças diagnosticadas no teste do pezinho do Sistema Único de Saúde (SUS). A deputada federal Marina Santos (Solidariedade) foi relatora do projeto de lei e esteve presente na solenidade com o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e com o ministro da Saúde Marcelo Queiroga e primeira-dama, Michelle Bolsonaro.





O teste do pezinho, feito pelo SUS logo nos primeiros dias de vida do bebê, rastreava, até agora, apenas seis doenças. Com a ampliação, por meio da nova lei, o teste, feito com gotas de sangue coletadas dos pés do recém-nascido, passará a identificar 50 tipos de doenças que vão poder ser diagnosticadas rapidamente. Isso significa chance de vida sem sequelas para milhares de crianças.

" O presidente sancionou a lei que amplia o teste do pezinho e agora as nossas crianças terão mais chances de tratamento e melhoria na qualidade de vida", disse Marina Santos.


A lei aprovada no Congresso Nacional foi sancionada nesta quarta (26) pelo presidente Jair Bolsonaro e entra em vigor um ano depois de ser publicada. O Ministério da Saúde tem até quatro anos para concluir a ampliação do exame.




0 comentário