• lianaragao

Mais de 250 famílias desabrigadas foram inseridas no Programa Cidade Solidária

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) já inseriu no Programa Cidade Solidária, até nessa quarta-feira (5), 255 famílias em situação de desabrigo devido às enchentes e alagamentos em Teresina. Só na zona Norte, 203 famílias foram contempladas com o Programa Cidade Solidária.


Além do aluguel no valor de até R$ 300, o Programa Cidade Solidária já distribuiu 51 cestas básicas e 57 kits de acolhimento. De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, em Teresina já são 355 pessoas em situação de desabrigo, sendo que, deste número, 31 famílias estão em abrigos.



“Estamos buscando os meios necessários para amenizar o sofrimento destas famílias, oferecendo não apenas o valor do aluguel ou cestas básicas, mas principalmente, cidadania e dignidade. É determinação do prefeito Dr. Pessoa ampliarmos a nossa atenção a esta situação de calamidade, por conta das fortes chuvas. Estamos trabalhando a todo vapor para atender estas famílias o mais rápido possível”, ressaltou.


Eduardo Aguiar, secretário-executivo de Políticas Integradas/Semcaspi, destaca que as famílias que estão nos três abrigos já receberam cestas básicas, o kit acolhimento e receberão, ainda esta semana, o kit limpeza e higiene.


“As famílias que estão em casas de conhecidos e acolhidos em outras casas também estão sendo inseridas no Programa Cidade Solidária. Estas famílias, cerca de 255, já procuraram as SAADs, já fizeram o cadastro e já estão sendo identificadas para que este pagamento seja feito”, garantiu.


CADASTRO É NECESSÁRIO


Eduardo Aguiar alerta para famílias que não estão acolhidas em escolas, mas que passaram pela situação de desabrigo, a procurar a SAAD da região.


“É indicativo, então, para que estas famílias procurem a SAAD para que possam receber a visita dos nossos técnicos com os kits e oferecendo os auxílios. Para que estas famílias sejam 100% assistidas pelo Programa Cidade Solidária e pelos demais programas sociais”, pontuou.

0 comentário