• lianaragao

Empresário é preso acusado de integrar organização criminosa em Teresina

O empresário Adolfo Pablo Menescal Mourão, proprietário da Sucata Adolfo, localizada na zona sul de Teresina, foi preso durante uma operação do GAECO do Maranhão, em conjunto com a Delegacia de Polícia Interestadual (POLINTER), no Piauí, acusado de integrar uma organização criminosa. As ações foram iniciadas ainda nessa quinta-feira (28), com a prisão de Adolfo, e continuaram nesta sexta-feira (29), com as interdições das duas lojas do empresário, localizadas nos bairros Santa Luzia e Vermelha, zona sul da Capital do Piauí.


As investigações foram iniciadas ainda no ano de 2021, pelo GAECO do Maranhão, no âmbito da Operação Mormaço, que identificou um sistema de lavagem de dinheiro sofisticado, com a utilização de empresas para o escoamento dos valores resultantes de negócios com drogas ilícitas, armas de fogo, veículos e peças de automóveis, além de outras atividades.


O delegado Marcelo Dias, coordenador da POLINTER, contou que o empresário era investigado, ao mesmo tempo, tanto pela Polícia Civil do Piauí quanto pela Polícia Civil do Maranhão.


Adolfo Pablo Menescal Mourão foi preso em Teresina e encaminhado para o Presídio Jorge Vieira, em Timon, sob força de mandado de prisão expedido pelo juízo da Vara Especial Colegiada dos Crimes Organizados de São Luís do Maranhão.


0 comentário