• Redação

Eduardo Leite, que disputa prévias do PSDB para presidência, participa de encontro em Teresina

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que está em visita aos estados do Brasil apresentando seu nome como pré-candidato ao cargo de presidente da República e que disputa as prévias presidenciais dentro do PSDB, esteve nesta sexta-feira (29), em Teresina, em um encontro com lideranças e filiados do partido.





Em seu discurso no encontro Eduardo Leite destacou que um grande país não se faz sozinho. O governador afirmou também que se sente preparado para liderar um projeto nacional. “Não podemos perder tempo e trabalhar com humildade, força, diálogo e respeito. O Brasil que a gente quer construir se constrói com união, sensatez, equilíbrio e a com todos a favor de um futuro melhor. Tenho orgulho de estar há 20 anos no PSDB, estou levando minha mensagem pelo país, falando dos meus ideais, da minha forma de fazer política e me sinto capaz de liderar um projeto nacional”, disse.





Para Luciano Nunes, presidente do Diretório Estadual do PSDB Piauí, o partido só tem a ganhar com essas prévias que estimula e fortalece o debate. “A mensagem que o Eduardo nos passou hoje traz um alento para todos nós que queremos um país pacificado, equilibrado, sabendo enfrentar e superar seus problemas. O PSDB só ganha com essas prévias, pois o debate interno nos estimula. Nunca tivemos pré-candidatos à presidência da república do partido visitando os estados um ano antes das eleições e isso é bom, oxigena o partido”, afirmou Luciano.


A previsão é que os outros candidatos que disputam as prévias do PSDB também compareçam à Teresina, e os membros do partido no Piauí irão discutir para decidirem internamente o nome que será apoiado no Estado, respeitando o processo democrático e ouvindo todos aqueles que estão com o nome posto na corrida para o pleito de 2022. “Temos certeza que dessas prévias do PSDB sairá o melhor nome para representar a partido no Brasil, para transformar a realidade do nosso país, pacificando e apontando um projeto que gere perspectivas de crescimento, de melhor distribuição de renda e de paz para o Brasil”, destacou Nunes.




0 comentário