Deputada defende o fim dos supersalários; Votação acontece na Câmara nesta terça (06)



A Câmara dos Deputados votará o projeto que regulamenta quais tipos de pagamentos podem ficar de fora do teto do funcionalismo. A sessão está marcada para tarde desta terça-feira (06).


A deputada de federal Marina Santos (Solidariedade) é a favor da aprovação do projeto. “Está prevista a votação da urgência e eu sou a favor de limitar os supersalários. Além da parte econômica, precisamos corrigir distorções no funcionalismo público, acabar com privilégios e fazer uma equiparação salarial mais justa”, pontou a parlamentar.


As regras se aplicam aos agentes públicos de todas as esferas de governo (federal, estadual, distrital e municipal) e a todas as esferas de Poder (Executivo, Legislativo e Judiciário), incluindo-se Ministério Público, Defensoria Pública, contratados temporários, empregados e dirigentes de empresas públicas que recebem recursos dos governos (dependentes) para pagar salários e custeio, militares e policiais militares, aposentados e pensionistas.


Atualmente, o teto para os servidores federais é de R$ 39.293,32 e existem subtetos para estados e municípios, conforme prevê a Constituição federal.




0 comentário