• Redação

Defesa Civil apresenta Plano de Ação para período chuvoso em Teresina

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Defesa Civil Municipal, promoveu na manhã desta segunda-feira (01), uma reunião para tratar do Plano de Ação do órgão para o período chuvoso. A reunião contou com representantes das instituições e órgãos parceiros, que atuam no atendimento aos moradores de áreas consideradas de risco.





A Defesa Civil Municipal apontou que apenas, neste final de semana, 28 famílias que vivem em áreas de riscos foram incluídas no cadastro das famílias, para terem acesso ao Programa Cidade Solidária. Segundo Marcos Rolf, gerente da Defesa Civil Municipal, as 56 áreas de riscos, até então mapeadas em Teresina, serão reavaliadas e os monitoramentos intensificados.


“Precisamos fazer uma avaliação deste dado, já que são 56 áreas de riscos divulgadas há um tempo. Iremos verificar se houve um aumento ou redução deste número, revisitando e reavaliando todas as áreas. Vamos intensificar estes monitoramentos e atender o mais rápido possível as famílias que precisam sair destas áreas”, pontuou.


De acordo com Eliana Lago, secretária da Semcaspi, a Defesa Civil Municipal está em um processo de reestruturação, para que possa proporcionar um atendimento mais amplo às famílias que moram em áreas de risco.


“A restruturação da Defesa Civil Municipal será feita com a Secretaria Municipal de Defesa Civil, que já foi votada na Câmara Municipal de Teresina e estamos esperando a segunda votação. No entanto, isto não quer dizer que não trabalharemos com parcerias. Precisamos desta união, até porque a Defesa Civil Municipal não atua apenas com situações emergenciais, mas também de prevenção”, ressaltou.


Dentre as instituições e órgãos que marcaram presença na reunião, estão: Corpo de Bombeiro Militar do Estado do Piauí; Polícia Militar do Piauí; Guarda Civil Municipal; 25º Batalhão de Caçadores (25.º B C); Fundação Municipal de Saúde (FMS); Equatorial Piauí; Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR); Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam); superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs); Vigilância Sanitária; e Universidade Estadual do Piauí (UESPI).


Casos de Emergência

A Defesa Civil Municipal orienta às famílias que vivem em áreas de riscos que diante das situações emergenciais, estas devem acionar o órgão por meio do numero 153.

“A principal recomendação é que diante de riscos neste período chuvoso, as famílias devem acionar a Defesa Civil Municipal e em situações de emergência, sair de casa. A nossa preocupação é com vidas, principalmente, as que possuem problemas de se locomover, como idosos e crianças. Além disto, dos próprios animais, que vivem com as famílias atingidas”, destacou Eliana Lago.

0 comentário