Corregedoria abre inquérito contra juiz que concedeu liberdade ao filho preso por dirigir bêbado


A Corregedoria Geral da Justiça do Piauí, emitiu uma nota na tarde desta quinta-feira (01), se manifestando sobre a decisão do juiz Noé Pacheco de Carvalho, da 1° Vara da comarca de Floriano, proferida em favor do seu filho, Lucas Manoel Soares Pacheco. Segundo o corregedor-geral, Fernando Lopes e Silva Neto, será aberto um procedimento na Corregedoria para averiguação de eventuais irregularidades.


“Será feita uma apuração em relação a conduta do magistrado, sendo assegurado o direito fundamental ao contraditório e à ampla defesa. O magistrado já foi notificado”, informa o documento.


Lucas Manoel foi preso, no último dia 29 de março, pela Polícia Rodoviária Federal, em flagrante, por dirigir bêbado e atropelar uma motociclista na cidade. O juiz homologou a prisão em flagrante, mas concedeu a liberdade provisória do próprio filho. Na decisão, o julgador reconheceu o parentesco, mas alegou que algumas circunstâncias deveriam ser levadas em consideração. O pai concedeu liberdade provisória sem pagamento de fiança.



0 comentário