• lianaragao

“Ciro cuspiu no prato que comeu”, rebate Marcelo Castro

O senador Marcelo Castro (MDB) reagiu às declarações do ministro-chefe da Casa Civil, senador Ciro Nogueira (PP). Em entrevista a TV Cidade Verde, nesta segunda-feira (7), o emedebista disse que o ex-aliado “está com um ódio, um rancor, inexplicável" e reafirmou que o mesmo tem barrado a destinação de recursos federais e operação de créditos ao estado.




Ciro Nogueira durante o lançamento da pré-candidatura das oposições ao Governo do Estado, realizado no último sábado (4), chamou Marcelo Castro de “traidor” e de “leviano”, ao assegurar que as alegações deste sobre o veto de emendas ao Piauí.


Além das questões relacionadas a verbas públicas, Marcelo Castro rebateu as alegações de “traição” mencionadas por Ciro Nogueira. O senador emedebista diz ter convicção de que o antigo colega de chapa só conseguiu a renovação do mandato porque estava no palanque ao qual hoje faz oposição. “Cuspiu no prato em que comeu”, argumentou.


“Por que ele não disputou o mandato dele de senador em outro palanque? Ele não é amigo do PSDB? Porque ele não foi para o palanque do PSDB para disputar a eleição? [...] ele teria perdido, porque ele ameaçou romper e não rompeu, porque ele sabia que não se elegeria se não fosse no nosso palanque. Ele deve o mandato de senador dele a nós que o elegemos, não é o contrário”, completou o parlamentar.


Marcelo Castro lembrou que nos seus 40 anos de vida pública, a eleição de 2018 foi a primeira em que esteve no mesmo palanque de Ciro Nogueira e que, apesar de frequentarem “praias diferentes”, ele e seu grupo estiveram empenhados pela eleição do então colega.

0 comentário