• Liana Aragão

Caso Izadora Mourão: Justiça determina prisão domiciliar da mãe da advogada

O juiz Diego Ricardo Melo de Almeida, da 2ª Vara da Comarca de Pedro II, determinou a prisão domiciliar da mãe da advogada Izadora Mourão, assassinada a facadas no último dia 13 de fevereiro. Maria Nerci e o filho, João Paulo Mourão, foram indiciados por participação no crime.


A advogada Esmaela Macêdo, que defende mãe e filho, disse que Nerci está em Teresina e que a decisão pela prisão domiciliar atendeu a um pedido do Ministério Público.


Izadora Mourão foi morta dentro da própria casa com sete perfurações de faca na região do pescoço e no peito. Investigação apontou a participação do irmão e da mãe que teria criado um álibi para tentar proteger o filho. O caso teria sido motivado por uma herança familiar.


O irmão da advogada foi preso dois dias após o assassinato apontado como principal suspeito de ter cometido o crime As investigações do caso foram conduzidas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).




0 comentário