• Redação

Camila Queiroz diz que foi punida por trocar Globo por Netflix

Camila Queiroz, 28, se manifestou a respeito do desligamento da novela "Verdades Secretas 2", que ela estava protagonizando no Globoplay. A atriz afirma que o destino da personagem mudou, contrariando promessas que ela teria recebido, e diz que foi "surpreendida" pela decisão do Grupo Globo, que nesta quarta-feira (17) divulgou comunicado informando que ela não faria mais parte do elenco.


A nota, publicada nas redes sociais, explica que o contrato de Camila se encerrou no último dia 10 e que não foi renovado dentro do prazo. Isso seria necessário porque, como a Globo disse no comunicado, as gravações da novela acabaram se estendendo além do previsto inicialmente.


No texto, a atriz também reclama de que a história da personagem caminhou para um lado diferente do que lhe haviam apresentado. "Quando foi convidada para protagonizar a continuação da novela, a sinopse que lhe foi entregue era totalmente diferente dos rumos que a história tomou após o inicio das gravações", afirma.


Ela diz que tanto a Globo quanto os diretores lhe prometiam "a todo tempo" que a personagem iria ter o final combinado. Por isso, ela continuou gravando "confiante de que o teor da trama seria encaminhado para o final original".


Mais cedo, a Globo informou que a atriz teria pedido a garantia contratual de que protagonizaria uma terceira parte da novela, mas ela diz que não foi bem assim. Segundo a atriz, foi a diretoria da Globo que enviou um pré-contrato "manifestando explicitamente o seu interesse de mantê-la na terceira temporada de 'Verdades Secretas' como protagonista".


Camila diz que só quando recebeu as últimas cenas para gravar foi que ficou sabendo que sua personagem teria o rumo alterado. "A atriz entende que esses últimos acontecimentos deixam claro que a empresa tentou puni-la exclusivamente pelo fato de ter tomado a decisão unilateral de readequar o formato de seu contrato com TV Globo no passado, decisão essa que não partiu da empresa, como foi divulgado à época", diz a nota.


Em janeiro deste ano, a atriz confirmou que não iria renovar seu contrato de longo prazo com a Globo. Em vez disso, passaria a trabalhar na emissora com contratos por obra, em que o artista fica vinculado apenas enquanto está no ar. Na época, houve boatos de que o contrato dela havia sido rescindido por ela ter iniciado em sigilo um projeto com a Netflix, o que foi negado por ela.


Vale ressaltar que a atriz continua cumprindo todos os seus compromissos profissionais e jamais deixaria de concluir aquilo que foi combinado", afirma o comunicado desta quarta-feira. "Pelo contrário, mesmo com todas as adversidades a atriz nunca se recusou a gravar, e tentou de forma persistente contornar as adversidades junto a empresa de comum acordo, o que infelizmente não foi possível."


O comunicado finaliza dizendo que Camila não ficou satisfeita com a solução dada pela emissora. "A atriz deixa claro seu amor e imensa gratidão pela personagem e pelos fãs da Angel, bem como lamenta junto a eles a decisão unilateral da emissora de interromper de forma abrupta a história construída até aqui, sem poder dar a ela o final que merecia", lamenta.







Fonte: Folha

0 comentário