• Redação

Após STJ, Supremo Tribunal Federal também nega pedido do sigilo telefônico de Arimateia Azevedo


Após ser negado por duas vezes pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nesta segunda-feira (09), o Supremo Tribunal Federal (STF) também recusou o pedido de sigilo ao conteúdo contido no aparelho celular do jornalista Arimateia Azevedo, apreendido pela polícia civil, durante investigação pela prática de crime de extorsão.


No último dia 02 de agosto , a ministro do STJ, Laurita Vaz, derrubou a liminar que protegia os dados do celular do jornalista. Na decisão de hoje do STF, a ministra Cármen Lúcia, seguiu o entendimento do STJ e indeferiu o pedido, permitido que a polícia judiciária tenha acesso ao aparelho como parte no processo de investigação do jornalista.


A defesa de Arimateia alega que o acesso indiscriminado ao conteúdo do aparelho ocasionará violação ao sigilo de fontes jornalísticas.


Trecho da decisão do STF:









0 comentário