Aos 71 anos, morre o médico Benedito Borges vítima da Covid-19

Morreu na manhã desta segunda-feira (06), o ex-diretor do Hospital Getúlio Vargas (HGV), o médico Benedito Borges da Silva, 71 anos, vítima de complicações da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.


Segundo informações da assessoria de comunicação do HGV, o médico Benedito Borges da Silva atuava como ginecologista e mastologista. Ele estava internado desde junho e apresentou uma piora, falecendo na manhã de hoje na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no hospital São Marcos.


Benedito Borges da Silva era graduado em Medicina pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde atuou como professor. Possuía Doutorado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).


Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), lamentou a morte de Benedito Borges e prestou solidariedade aos familiares e amigos do médico.


O Conselho Regional de Medicina do Piauí também relembrou a carreira de mais de 40 anos.




NOTA DE PESAR - Sesapi


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento do médico ginecologista e mastologista Benedito Borges da Silva, de 72 anos, um dos mais respeitados especialistas de sua área, conhecido pela ética e dedicação.


Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Piauí (1976), Benedito Borges da Silva era doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo, atuando também como professor titular da UFPI e de outras instituições. Ao longo de mais de 40 anos de atuação profissional, era reconhecido como um dos mais respeitados especialistas de sua área.


Neste momento de tristeza, prestamos nossa solidariedade e nossas condolências aos familiares e aos amigos.



NOTA CRM/PI:



0 comentário