• lianaragao

Alvo da PF: Maranhãozinho renuncia ao cargo de deputado federal

Atualizado: 29 de abr.

Acossado por diversas investigações da Polícia Federal, o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL-MA) pediu licença do exercício do cargo com o objetivo de sair dos holofotes e 'submergir', de acordo com aliados.



Desde que foi alvo de mais uma operação da PF, no mês passado, Maranhãozinho vinha sendo aconselhado por aliados a adotar uma postura mais discreta na sua atividade política e nas redes sociais. Uma das recomendações dadas ao parlamentar era que desistisse da pré-candidatura ao governo do Maranhão, que tentava costurar nos bastidores. No momento, a tendência é que o parlamentar não concorra mais ao governo.


Isso porque, na avaliação dos aliados, disputar o governo estadual poderia gerar uma maior pressão das investigações contra o parlamentar, que alvo de pelo menos três inquéritos da PF. Em um deles, Maranhãozinho foi filmado em uma ação controlada manuseando caixas de dinheiro e entregando o material a aliados, conforme vídeos divulgados pelo GLOBO.


Diante desse cenário, o deputado pediu licença no último dia 17 de abril do exercício do cargo de deputado federal, sob a justificativa de "tratar de assunto particular", conforme os registros da Câmara. O sistema registra que essa licença tem período de 120 dias, mas pode ser interrompida ou prorrogada a pedido do parlamentar.


Com informações IG

0 comentário